13 fevereiro 2017

World Press Photo 2017

Anunciados os vencedores do maior prêmio do fotojornalismo mundial, com fotógrafos brasileiros entre os premiados.
Burhan Ozbilici- Um assassinato na Turquia- World Press Foto do Ano, primeiro prêmio singles- 19 de dezembro de 2016 

O que uma foto nos diz sobre um evento? Qual é a sua força emocional?

Como em todos os concursos da World Press Photo, a discussão envolve aspectos estéticos, técnicos e jornalísticos das imagens.

O grande vencedor deste ano foi o retrato de Burhan Ozbilici- que também ganhou o primeiro prêmio na categoria de Notícias Spot - mostra como Mevlüt Mert Altıntaş, policial de 22 anos, fora de serviço, assassinou o embaixador russo na Turquia, Andrey Karlov, em uma exposição de arte em Ankara, Turquia, em 19 de dezembro de 2016. Altıntaş feriu outras três pessoas antes de ser morto por oficiais em um tiroteio. Ozbilici é um fotógrafo do pessoal para a imprensa associada, baseada em Istambul.

Mary F. Calvin, membro do júri, falou sobre a fotografia vencedora:

"Foi uma decisão muito difícil, mas no final achamos que a imagem do ano foi uma imagem explosiva que realmente falou ao ódio de nossos tempos. Cada vez que apareceu na tela, você quase teve que se mover para trás porque é uma imagem tão explosiva e realmente sentimos que ela resume a definição do que a World Press Photo do Ano é e significa."

João Silva, membro do júri, acrescentou:

"Neste momento vejo o mundo marchar em direção à beira de um abismo, um homem que claramente atingiu um ponto de ruptura e sua declaração é assassinar alguém que ele realmente culpa, um país que ele culpa, pelo que está acontecendo em outro lugar Na região, eu sinto que o que está acontecendo na Europa, o que está acontecendo na América, o que está acontecendo no Extremo Oriente, no Oriente Médio, na Síria, e esta imagem para mim fala dela."

Brasileiros Premiados

Felipe Dana 

O fotojornalista Felipe Dana nasceu no Rio de Janeiro; ficou em terceiro lugar na categoria Spot News singles.è a segunda vez que Felipe figura entre os premiados do Word Press Photo, em 2013 teve uma foto com mensão honrosa, veja aqui.

Felipe começou cedo em sua carreira aos 15 anos quando começou a trabalhar como fotógrafo assistente. Mais tarde, ele cursou fotografia em uma universidade local, enquanto trabalhava como fotógrafo comercial e contribuía para várias agências de notícias locais e internacionais; trabalha para o escritório do Rio de Janeiro da Associated Press.

A foto premiada foi sobre a Batalha por Mosul, de16 de novembro de 2016.

Um carro-bomba explode ao lado de forças blindadas iraquianas blindadas enquanto avança em direção ao território islâmico em Mosul, no Iraque.

Lalo de Almeida
Lalo de Almeida estudou fotografia no Instituto Europeo di Design em Milão, Itália, ficou em segundo lugar na categoria questões contemporâneas- histórias.

Ele começou a trabalhar como fotojornalista para pequenas agências em Milão, cobrindo o trabalho policial na cidade. Mais tarde, trabalhou para a agência Grazia Neri, cobrindo eventos nacionais e internacionais como a guerra na ex-Jugoslávia. De volta ao Brasil, trabalhou para o jornal O Estado de S. Paulo, a nova revista Veja e trabalhou durante 16 anos como fotógrafo para o jornal Folha de São Paulo.

Suas fotos premiadas são sobre as Vítimas do vírus Zika, de 19 de outubro de 2016.

Em setembro de 2015, os bebês no Brasil começaram a nascer com microcefalia e outras malformações, e em abril de 2016 a ligação entre o vírus Zika e essas malformações foi confirmada. O Nordeste do Brasil, onde a maioria dos casos de microcefalia de Zika foi relatada, é uma das regiões mais pobres do país e carece de um sistema de saúde adequado.

Premiados.


O júri concedeu prêmios em oito categorias a 45 fotógrafos de 25 países: Austrália, Brasil, Canadá, Chile, China, Eslováquia, Espanha, Finlândia, França, Alemanha, Hungria, Índia, Irão, Itália, Paquistão, Filipinas, Roménia, Rússia e Sul. África, Espanha, Suécia, Síria, Nova Zelândia, Turquia, Reino Unido e EUA.

Nesta edição participaram 5.034 fotógrafos de 125 países, em um total de 80.408 imagens inscritas.

Selecionamos aqui algumas das imagens premiadas:

Fazendo exame de um carrinho em Baton Rouge
Edições contemporâneas, singles do primeiro prêmio
9 de julho de 2016

Jonathan Bachman 

As vítimas silenciosas de uma guerra esquecida
Vida diária, primeiro prêmio escolhe
29 de março de 2016
Paula Bronstein 

Dias negros da Ucrânia
Projetos de longo prazo, histórias de primeiro prêmio
2 de julho de 2014
Valery Melnikov 
Sorriso dourado do Rio
Esportes, singles do terceiro prêmio
14 de agosto de 2016
Kai Oliver Pfaffenbach 

Pandas Gone Wild
Natureza, segundo prêmio
30 de outubro de 2015
Ami Vitale 

Veja todas imagens vencedoras do 60th World Press Photo.




World Press Photo

É uma organização independente sem fins lucrativos fundada em 1955 em Amsterdã.
Conhecida por realizar anualmente a maior e mais prestigiada distinção de fotojornalismo do mundo.

Fonte: World Press Photo



Postar um comentário

 
Copyright © 2014 Alem do Olhar - Fotografia. - Powered by Blogger - Traduzido Por: - Templates Para Blogspot