07 dezembro 2016

Exposição de Fotografia Brasileira no Canadá.

“Montreal - São Paulo” - Novos talentos da fotografia brasileira mostram seus trabalhos em exposição coletiva no Canadá.

Foto: Isa Godoy
A mostra reúne 16 fotógrafos brasileiros radicados em São Paulo, que tem sua produção nos últimos 05 anos e que se juntam para exibir seus trabalhos em uma exposição que acontece no Canadá e no Brasil. A curadoria é compartilhada pelos canadenses Luc Debois e o brasileiro Renato Negrão.

Os fotógrafos participantes são: Camila Gil; Eli Criva; Isa Godoy; Iza Abe; Giseli Marquezine; Giselle Bonhen; Karina Ammar; Luka Fernandez; Malu Mesquita; Marito Banwart; Monica Scafuro; Mônica Cavalcante; Ricardo Abreu; Socorro Monteiro e Vera Resende.

Foto: Giseli Marquezini
Com imagens de produção livre e temas variados, a exposição leva ao público de  Montreal e São Paulo um panorama da fotografia brasileira de uma geração de novos talentos da fotografia, que iniciaram seus estudos e percurso profissional na era digital.

O processo de criação de cada fotógrafo acontece de forma livre e independente da produção dos outros participantes do grupo. Os temas são variados e vão desde autorretrato, passando por nu artístico até diferentes visões sobre a paisagem e memória, assim como um ensaio peculiar sobre a família e a luz, matéria prima da fotografia. Estes temas são uma constante na história da fotografia, porém, apresentar a maneira pessoal como cada fotógrafo tratou, é um desafio para a curadoria do projeto e o que torna a mostra uma boa oportunidade para pensar sobre o momento atual da fotografia, em plena revolução tecnológica.

Foto: Mônica Cavalcante
Os curadores iniciaram as escolhas dos trabalhos há um ano. Em Montreal a abertura acontece em 09 de dezembro e vai até início do próximo ano. Em São Paulo a mostra acontece no início de 2017, ainda sem local definido pela produção.

Foto: Eli Criva

Foto: Iza Abe

Foto: Vera Resende

28 novembro 2016

Exposição: Nexos - fotografia de circunstancia.

Com curadoria de Rosely Nakagawa, Panamericana realiza exposição fotográfica.


A Panamericana Escola de Arte e Design convida o público para participar da inauguração da exposição Nexos – fotografia de circunstância, no dia 29 de novembro, na unidade Angélica, às 19h30.

Com a curadoria de Rosely Nakagawa, o acervo do evento é composto por 30 projetos autorais, de alunos do curso de fotografia da Escola.

A mostra transpõe a incidência de trabalhos sequenciais, que juntos expressam os olhares singulares de cada fotógrafo em relação ao universo que os cerca.

Durante a exposição será possível conhecer projetos de grandes talentos, orientados pelos professores da Panamericana.

“O resultado vai surpreender o público e os próprios alunos quando virem seus trabalhos uns ao lado dos outros ampliados e organizados no espaço e em outros suportes”, explica Nakagawa.


Para Alex Lipszyc, Diretor de Ensino da Escola, os trabalhos apresentados pelos alunos expressam a criatividade e as técnicas que passam a dominar qualitativamente no trabalho individual.

Nexos – fotografia de circunstancia tem entrada gratuita e ficará exposta até o dia 17 de fevereiro, na galeria da sede Angélica, de segunda a sexta-feira, das 9h às 21h, e aos sábados das 9h às 12h. Não abre domingos e feriados.




Exposição:
Nexos – fotografia de circunstância
Abertura: 29/11/2016 – terça-feira, às 19h30
De 30/11/2016 à 17/02/2017
Local: Unidade Angélica da Panamericana Escola de Arte e Design
Endereço: Avenida Angélica, 1900, Higienópolis, São Paulo.
Entrada Gratuita.
Mais informações em: www.escola-panamericana.com.br 







22 novembro 2016

Leilão de câmeras raras atinge recordes.

Recordes mundiais nos leilões da WestLicht, 384.000 euros pela mais antiga câmera Nikon!


Nikon one 1948

O preço da uma Nikon One subiu de 90.000 para 384.000 euros, o mais alto valor já pago por uma câmera da tradicional fabricante japonesa em um leilão. O recorde mundial foi estabelecido no 30º Leilão de Câmeras da Westlicht em Viena, em 19 de novembro.

Ela é a mais antiga câmera Nikon conhecida, fabricada em abril de 1948, como a terceira câmera da produção da Nikon. A câmera também foi o primeiro presente de aniversário da empresa Nikon, que irá celebrar seu 100º aniversário em 2017.

Leica M3 Black Paint- Herbert List

Naturalmente, numerosos lotes da fabricante Leitz/Leica foram leiloados pelos mais altos preços: A câmera Leica M3 Black Paint do famoso fotógrafo Herbert List foi vendida por 78.000 euros.

Duas câmeras Leica Gun Rifle da E. Leitz New York, de 1938, foram vendidas por 168.000 euros cada uma. Entre os 687 lotes, a primeira câmera cinematográfica, uma Lumière Cinématographe, de 1895, foi vendida por 90.000 euros.

Leica Gun Rifle

Veja aqui todas a câmeras do leilão.

A Kiss por 48.000 euros


V-J Day Kiss de Alfred Eisenstaedt

A lendária V-J Day Kiss de Alfred Eisenstaedt (com lance inicial de 8.000 euros) foi vendida por 48.000 euros a um colecionador, estabelecendo um preço recorde para esse ícone da fotografia, que retrata um marinheiro beijando uma enfermeira na praça Times Square de Nova York, durante as celebrações do fim da Segunda Guerra Mundial, em 1945. A enfermeira era Greta Friedman, nascida na Áustria, originalmente de Wiener Neustadt, que emigrou para os EUA em 1938 e que só faleceu em setembro deste ano.

James Dean- Dennis Stock

Por 38.400 euros, a lenda de Hollywood James Dean, um cigarro no canto da sua boca, deu um passeio no chuvoso Times Square. Isto significou o preço o mais elevado pago nunca para este tiro clássico tomado por Dennis Stock em 1955, que tinha começado em 2.800 euro.

Veja aqui todas as fotografia do leilão.

Todos os preços incluíram ágios.

Os próximos leilões serão na primavera (do Hemisfério Norte) de 2017. Consignações serão recebidas até fevereiro.

Mais informações sobre a WestLicht Auction House em http://www.westlicht-auction.com/.

WestLicht Photographica Auction
Westbahnstraße 40
A-1070 Vienna
T +43(0)1-523-56-59
auction@westlicht.com
http://www.westlicht-auction.com/



Fonte: WestLicht Photographica Auction

21 novembro 2016

10ª Semana de Fotojornalismo da USP

Evento debate profissão na atualidade, com palestrantes de grandes veículos, debates, workshop e concurso cultural com premiação.



Organizada pela Jornalismo Júnior da Escola de Comunicações e Artes da USP, o evento reunirá fotojornalistas, pesquisadores, professores, entre outros profissionais para discutir o uso da fotografia na mídia. Entre os dias 21/11 e 25/11 na Casa de Cultura Japonesa da USP, ocorrerão palestras e atividades para inserir os participantes no contexto do fotojornalismo do Brasil e debater temas como a chegada de novas tecnologias e os desafios da profissão.

O desenvolvimento da tecnologia nos levou a uma época conhecida como a era da imagem. O fotojornalismo acompanhou essa evolução e evidentemente é afetado por essas transformações. Como ocorreram as mudanças nos últimos 10 anos? Qual é o impacto que o fotojornalismo tem hoje em dia? E quais são os novos desafios que a profissão apresenta? Essas são questões comuns para quem está ou pretende seguir na carreira e o evento reunirá especialistas para respondê-las.

Integrantes de grandes veículos do país participarão do evento, como Armando Fávaro e Gabriela Biló do Estadão; Marlene Bérgamo da Folha de S. Paulo; João Marcos Rosa da National Geographic e Ana Carolina Fernandes do Nexo Jornal; além de professores e pesquisadores de grandes universidades, como Mônica Zarattini, Wagner Souza e Silva e Atílio Avancini da USP e Simonetta Persichetti da Cásper Líbero. O evento ainda contará os fotojornalistas independentes Sérgio Silva e Vinícius Gomes e representantes do Mídia Ninja, Coletivo Garapa, Afroguerrilha, Remirar e do fotocoletivo R.U.A.

No dia 23/11 ocorrerá um workshop com o fotojornalista Vinícius Gomes, conhecido por fazer coberturas de manifestações populares à questão racial e a fotografia urbana. Em seguida, será realizada uma saída fotográfica, em que os presentes poderão participar de um concurso cultural.

Elaborado há 10 anos, o concurso presenteará os cinco primeiros lugares, com prêmios como uma câmera Canon T5i, curso profissionalizante de um ano da Escola de Fotografia Fullframe, cursos online da Impacta Treinamentos e exemplares do livro "Sebastião Salgado - Da minha terra à Terra".
O evento será realizado com o patrocínio das revistas Fotografe Melhor e Piauí, Editora Europa, grupo Companhia das Letras, Instituto Moreira Salles, grupo Impacta, escola de fotografia Fullframe e da empresa especializada em materiais de foto, vídeo e cine, World View.

Para participar da 10ª Semana de fotojornalismo é necessário levar um quilo de alimento não perecível no dia do evento e se inscrever pelo site http://www.semanadajornalismojunior.com.

Também é possível ver mais informações no evento do facebook.

Programação:

Segunda-feira (21/11) às 19h
Tema: O Impacto do Fotojornalismo
Mediadora: Simonetta Persichetti (Cásper Líbero)
Palestrantes: Armando Fávaro (Estadão), Mônica Zarattini (USP), João Marcos Rosa (National Geographic)                                        
Terça-feira (22/11) às 19h
Tema: Novas Tecnologias
Mediador: Wagner Souza e Silva (USP)
Palestrantes: Mídia Ninja e Coletivo Garapa.

Quarta-feira (23/11)
Workshop às 14h com Vinícius Gomes na Impacta Treinamentos (Av. Paulista, 1009).
Saída Fotográfica às 16h

Quinta-feira (24/11) às 19h
Tema: Desafios da Profissão
Mediador: Vinicius Gomes (Afroguerrilha e Remirar)
Palestrantes: Marlene Bérgamo (Folha de S. Paulo), Sérgio Silva (fotojornalista independente), Ana Carolina Fernandes (Nexo)

Sexta-feira (25/11) às 19h
Tema: Retrospectiva dos Últimos 10 Anos
Mediadora: Isabella Lanave (fotocoletivo R.U.A.)
Palestrantes: Gabriela Biló (Estadão) e Atílio Avancini (USP)
Premiação dos vencedores do 10º Concurso Fotográfico e Coffee end às 21h



10ª Semana de Fotojornalismo da USP
De segunda-feira, 21, a sexta-feira 25 de novembro
Casa de Cultura Japonesa - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) - USP
Av. Prof. Lineu Prestes, n° 159, Cidade Universitária - Butantã, São Paulo - SP. 05508-000

18 novembro 2016

Leilão de coleção de fotografias.

Leilão da massa falida do Banco Santos inclui coleção de fotografias de grandes autores.

Joe Rosenthal - (tomada de Ivojima)

No próximo dia 22 de novembro de 2016 um leilão irá movimentar o mercado das artes no Brasil, o leilão da coleção do ex-banqueiro Edemar Cid Ferreira, que faz parte da Massa Falida do Banco Santos.

Neste leilão está includa uma coleção de fotografias de dar inveja a qualquer amante da arte fotográfica, são 73 fotografias de diversos autores, entre elas grandes nomes da fotografia como: Imogen Cunningham, Richard Avedon, Lucien Clergue, Robert Doisneau, Pierre Verger, Joe Rosenthal, Henri Cartier-Bresson, Ansel Adams, Man Ray,  David La Chapelle.
Robert Doisneau
Alguns nomes da fotografia brasileira também estão presentes no leilão, como: Miguel Rio Branco, Mário Cravo Neto, Sebastião Salgado, Cláudia Jaguaribe,

Os valores para arrematar alguma das fotografias desta coleção começam em R$1.900,00 e podem ser vistos no site dos responsaveis pelo leilão: iarremate.com

Ansel Adams
O leilão é uma boa oportunidade para colecionadores, a primeira etapa, com 214 obras, marcada para o dia 22 de novembro, de forma presencial e online em um hotel de São Paulo. De acordo com o organizador do leilão, o acervo estará disponível para visitação de 12 a 21 de novembro, no Clé Reserva Contemporânea com visitas agendadas.

A segunda etapa, que vai oferecer 505 itens, ocorre no dia 29 de novembro. Os lances poderão ser feitos apenas pela plataforma online do iArremate.

David La Chapelle

Man Ray
Edemar Cid Ferreira foi o principal controlador do Banco Santos que teve a falência decretada em 20 de setembro de 2005, notório colecionador de obras de arte foi destaque por divulgar o patrimônio cultural do País, tornou-se uma celebridade presente em colunas sociais, recebendo condecorações e desempenhando funções em diversas entidades institucionais.

Posteriormente foi constatado que os investimentos realizados no campo artístico eram basicamente uma forma de Edemar lavar dinheiro obtido ilegalmente de forma fraudulenta e ocultar o enriquecimento ilícito. A maior parte da coleção de artes estava em sua mansão de 4 mil metros quadrados na rua Gália, Bairro do Morumbi em São Paulo.
Henri Cartier-Bresson
Leilão Massa Falida do Banco Santos S.A.
22 de Novembro de 2016 às 14:00hs
Endereço: Hotel Unique, Av. Brig. Luís Antônio, 4700,- São Paulo - SP
Exposição em Clé Reserva Contemporânea
12/11/2016 à 21/11/2016 entre 12:00h e 20:00h
Alameda Araguacema, 103, Tamboré - São Paulo - SP
Visita à exposição SOMENTE através de agendamento prévio em: aloisiocravo.eventbrite.com

Lucien Clergue
Richard Avedon


17 novembro 2016

As 100 fotografias mais influentes da história.

Grupo Time cria lista com as 100 imagens mais influentes de todos os tempos.

 
Resumir uma história de pouco mais  de 170 anos, desde o surgimento da fotografia com Niépnce em 1826, até os dias atuais com os Smartphone e selfies é um desafio e tanto, o desafio se torna ainda maior se formos reduzir esta história à 100 fotografias comentando sobre elas,mas este desafio foi realizado.

O grupo Time acaba de publicar um site com as 100 fotografias mais influentes de todos os tempos.No site, cada imagens tem uma pequena história, alem de 20 fotos contarem com um video contando a história por trás da fotografia.


Após consultar curadores, historiadores e editores de fotos em todo o mundo, com sugestões os repórteres e editores da TIME chegaram a esta lista.  Foi um processo exaustivo, após conduzir milhares de entrevistas com os fotógrafos, sujeitos de imagem, seus amigos e familiares e outros; este processo desenterrou algumas histórias incríveis que estão orgulhosos de contar pela primeira vez, tanto em histórias escritas como em vídeos documentários originais.


"Não há nenhuma fórmula que faça uma imagem influente. Algumas imagens estão na nossa lista porque foram as primeiras de sua espécie, outras porque elas moldaram a maneira como pensamos. E alguns fizeram o corte porque eles mudaram diretamente a maneira como vivemos. O que todos os 100 partes é que eles estão virando pontos em nossa experiência humana."


Claro que, como toda lista criada, muita fotografias icônicas estão de fora, aliás, cada fotógrafo seria capaz de criar a sua própria lista contendo 100 grandes fotografias, mas a lista da Time é muito interessante para refletir sobre a influencias da fotografia no modo como vemos nosso mundo.

"A fotografia nasceu de uma grande inovação e é constantemente remodelada por novas. Portanto, é adequado que a definição de uma foto influente muda, juntamente com as formas como as imagens são tomadas e vistas."

Veja as fotos no site : Time 100 Photos




Juntamente com o site, foi criada uma loja virtual, onde estão disponiveis fotos, posters, além do livro 100 Photographs:The Most Influential Images of All Time.

Infelizmente a entrega para o Brasil ainda não está disponível no site: Time Shop


08 novembro 2016

FC Barcelona cria prêmio de fotografia esportiva.

O FC Barcelona entra no mundo da arte e da cultura e torna-se o primeiro clube esportivo a lançar um prêmio fotográfico.


Os FC BARCELONA PHOTO AWARDS são prêmios com temática esportiva e foco em artistas de primeira classe que usam a fotografia como um veículo criativo, bem como fotógrafos profissionais e fotojornalistas que veem o esporte como uma forma de expressão artística.

O FCBARCELONA PHOTO AWARDS foi criado com o objetivo de se tornar um projeto de longo prazo e uma referência entre prêmios de fotografia com temática esportiva. A fim de apoiar a indústria da fotografia por meio de um ambiente favorável para o desenvolvimento de projetos de alto nível, o clube decidiu oferecer um prêmio financeiro interessante aos vencedores e reunir um júri de prestígio inquestionável em cada uma das modalidades (fotografia única e projeto fotográfico).

A meta é identificar trabalhos fotográficos que conscientemente reflitam os valores positivos intrínsecos ao esporte, além de dar maior reconhecimento a esses valores através das lentes dos melhores fotógrafos contemporâneos em ambas as especialidades.


Destacando esses valores positivos, que são comuns ao esporte e à cultura, os prêmios têm como objetivo criar uma plataforma fotográfica completa para comunicar a importância e a contribuição de tais valores universais para a sociedade moderna. O FC Barcelona está plenamente consciente de que o clube é um fenômeno global de alto impacto. É global porque a marca FCB e o que ela representa atingem todos os cantos do globo, somando novos torcedores a cada dia; tem um grande impacto porque a sua influência transcende o esporte.

É por isso que o FC Barcelona é mais que um clube, e esta afirmação é baseada no pilar dos seus valores, conscientemente trabalhados para tornarem-se um modelo a ser seguido. Respeito, humildade, trabalho em equipe, ambição e esforço são os 5 valores que regem todas as ações do FC Barcelona.

O Departamento de Relações Internacionais e Institucionais do clube, comandado por Carles Vilarrubí, defende a relação direta entre esses valores e a cultura, embora esteja plenamente consciente dos muitos preconceitos que, hoje em dia, separam os mundos do esporte, da arte e da cultura. No entanto, acredita firmemente que é possível ir além dessas fronteiras, integrando de forma sustentável na sociedade os valores positivos que são comuns a esses mundos.

Por isso, defende a ideia de que um clube como o FC Barcelona deve ter interesses em outras áreas além do esporte e da economia. Com esse fim, em 2013 criou o Barça Cultura, uma iniciativa que coloca a plataforma de ampla divulgação do FC Barcelona a serviço da promoção de iniciativas culturais em prol da sociedade.

Os FCBARCELONA PHOTO AWARDS são concebidos devido à sua compreensão da conjunção entre esporte (transmissor de valores universais), arte (valores que transcendem cada ser humano) e educação (forma sustentável para integrar valores na sociedade).

A premiação é patrocinada por AGBAR em colaboração com FOTO COLECTANIA.


FONTE FC BARCELONA

06 outubro 2016

Fotógrafa brasileira na “Berlin Foto Bienale”

Fotógrafa representa o país na 4ª Bienal de Fotografia Fine Art & Documental, na Alemanha.
  

A fotógrafa Karina Sechi Serboff,  foi convidada para expor suas obras no “Berlin Foto Bienale” (em Berlim, na Alemanha), um dos eventos realizados em comemoração ao Mês Europeu da Fotografia, que conta com participantes de 41 países. A exposição, que acontece de 6 a 30 de outubro, contará com 5 obras de Karina, que estarão também disponíveis para venda.


“Sinto muito orgulho de poder participar de esse importantíssimo evento, na cidade considerada como a capital europeia da arte. Estou emocionada e muito satisfeita com meu trabalho”, comenta Karina, que estará no dia da inauguração da bienal, que será apresentada pelo fotógrafo Steve McCurry. “As minhas expectativas são de fazer contatos com galerias e colecionadores locais, assim como confraternizar com os outros fotógrafos que estiverem por lá”, complementa a artista.


O convite para participar do evento aconteceu por conta dos prêmios que Karina conquistou, em 2015, por suas obras. Ela foi primeiro lugar na categoria “Autorretratos” e finalista nas categorias “Fine Art”, “Paisagens/Paisagens Marítimas”, “Animais/Vida Selvagem” e “Manipulação Digital” no 7th Pollux Awards 2015, no Reino Unido, e ganhou o segundo lugar no 8th Pollux Awards 2015 na categoria “Retratos”.


Já no 7th Julia Margaret Cameron Award for Women Photographers 2015, também no Reino Unido, foi finalista nas categorias “Still Life/Abstrações”, “Mulher Invisível”, Paisagens/Paisagens Marítimas”, “Nu/Figura”, “Retratos” e “Autorretratos”, enquanto no 8th Julia Margaret Cameron Award 2015 foi finalista nas categorias “Pessoas” e “Paisagens”.


Berlin Foto Biennale 2016
http://www.berlinfotobiennale.com/home.html

05 outubro 2016

Nova plataforma de ensino para fotógrafos e videomakers.

De olho no mercado de cursos on-line, editora iPhoto lança nova plataforma de ensino.


A iPhoto está lançando uma nova plataforma de ensino para fotógrafos e cinegrafistas. Dirigido por Altair Hoppe, o iPhoto Play tem formato fácil e prático, possibilita a aprendizagem rápida e objetiva para todas as áreas da fotografia e vídeo por um preço muito acessível.

Os cursos do iPhoto Play são focados em temas específicos de curta duração, entre 40 minutos e 2 horas, ou seja, o tempo necessário para explicar um tema mostrando como funciona sua teoria e prática. O que facilita no aprendizado é a forma dinâmica de ensino e a organização dos assuntos. E se você se interessou por algum material é só conferir os trailers disponíveis, ou conferir uma aula gratuita.

Os vídeos do iPhoto Play funcionam por meio de streaming, onde todos os cursos encontram-se acessíveis para uso, por meio da internet, sem precisar fazer download. Estudar fotografia e vídeo nunca foi tão fácil e prático, o acesso aos cursos pode ser feito em qualquer lugar do mundo e a qualquer hora.

Os temas são os mais diversos, podendo escolher a assistir uma aula sobre como fotografar a chegada da noiva na igreja, como fotografar gestante, ou como fotografar ensaio sensual com água, além de muitos outros. Os temas abrangem todas as vertentes da fotografia, ensinando fotógrafos profissionais e iniciantes.

Diferente das outras plataformas do mercado, os cursos do iPhoto Play são gravados e editados por profissionais, o que garante a qualidade do material e evita a exposição dos autores com pequenas falhas do sistema ao vivo. O iPhoto Play está comprometido com o trabalho dos fotógrafos e videomakers que tornarem-se autores, valorizando seus potenciais. A plataforma possui uma triagem que visa buscar novos autores que queiram participar e compartilhar seus ensinamentos com o mundo da fotografia e vídeo.


Confira o iPhoto Play: www.iphotoplay.com.br

04 outubro 2016

Educação e fotografia no projeto Caminhos da Arte.

Projeto educativo incentiva a produção fotográfica de jovens de escola pública no Parque Vila Maria


Para aproximar a arte do cotidiano dos jovens da periferia da Vila Maria e mostrar que a experiência sensorial e estética também pode ocorrer fora das galerias conceituais, o projeto Caminhos da Arte, concebido pela Aymberê Produções Artísticas, realiza no Parque Vila Maria, bairro da zona norte de São Paulo, diversas atividades relacionadas ao universo da Fotografia.

Desde o início de agosto, o projeto reúne uma série de atividades sobre Fotografia para os alunos do ensino fundamental da escola EMEF General Paulo Carneiro Thomaz Alves. De curadoria múltipla, formada pelo artista convidado, Daniel Kfouri, pela produtora cultural Patricia Souza Ceschi, a arte-educadora Patricia Marchesoni e os fotógrafos André Spínola e Ricardo Rios, Caminhos da Arte visa promover o empoderamento dos jovens da comunidade para que, com base nos conceitos aprendidos, realizem suas produções artísticas individuais. “A ideia é que esses jovens, a partir do projeto, exerçam um novo olhar sobre si mesmos e o território que vivem, com mais autonomia e criatividade”, explica a diretora de produção da Aymberê Produções Artísticas, Patricia Souza.


A primeira ação do projeto foi a exposição fotográfica Daniel Kfouri - Caminhos da Arte: Fotografia, uma mostra com 20 imagens que estiveram presentes nas paredes da escola até o dia 30 de setembro, elaborada exclusivamente para apreciação dos alunos e que tem como tema o esporte e a vida.

A abertura da mostra foi uma surpresa: “A exposição causou um grande impacto, pois era a primeira vez que muitos dos alunos estavam tendo contato com a Fotografia como Arte. Sendo assim, a possibilidade do curso tornou-se um atrativo, principalmente para aqueles que, de alguma forma, assimilaram melhor a proposta artística”, conta o professor de História e Geografia, Felipe Yanez, que leciona na EMEF Paulo Carneiro desde 2012.


Esse contato inicial foi também um convite para o curso de introdução à Fotografia no espaço da Viação Cometa, ministrado pelos professores André Spínola e Ricardo Rios, que contou com 25 inscrições e teve suas aulas iniciadas em 30 de agosto. Com aulas duas vezes por semana, até novembro, ao final do curso os alunos apresentarão uma exposição coletiva, juntamente com as obras do fotógrafo Daniel Kfouri, prevista para entrar em cartaz em janeiro de 2017, em centro cultural público a definir.


Outra atividade complementar é formação de professores em leitura de imagens e ação educativa, dirigida pela arte-educadora Patricia Marchesoni que, em abordagem teórica, compreenderá história da Fotografia, História da Arte, Estudos de Composição, Ética do Fotógrafo e Reflexões sobre os conteúdos abordados pelas ações de sensibilização do projeto. Ainda como parte destas ações, Patricia guiou alunos do nono ano em visitas ao espaço expositivo da Casa da Imagem, em setembro, e, nos dias 6 e 18 de outubro, mais visitas estão agendadas para conhecer o MIS – Museu da Imagem e do Som de São Paulo.


De acordo com o professor Yanez, ações como as do projeto Caminhos da Arte podem contribuir para enriquecer culturalmente os alunos, além de desenvolver o trabalho em equipe. “Participar dessa ação desperta em nossos alunos a possibilidade de outros olhares perante o mundo. Propicia também o envolvimento em um tipo de atividade coletiva, pois, da forma que é desenvolvido o curso, apesar de parecer uma arte "individual", a fotografia é trabalhada de maneira interativa”.

Além disso, ele acredita também que essa é uma oportunidade de ampliar as perspectivas destes jovens em relação à educação e futuro. “Aqueles que possuem o privilégio de participar deste projeto estão brindados com uma excelente ferramenta de aprendizado para o presente e para o futuro”, acrescenta.


Sobre a Aymberê produções artísticas.

Graduada em Relações Públicas pela USP SP, com pós-graduação em Administração para o Terceiro Setor e Gestão Cultural, Patricia Souza Ceschi trabalha com produção cultural há mais de 15 anos. Em 2010, juntamente com o artista plástico Breno Menezes, fundou a Aymberê Produções Artísticas Ltda, aonde vem se dedicando à produção e criação de trabalhos artísticos nacionais e internacionais em diversas linguagens.
Mais informações em http://www.aymbere.com.br/

O projeto Caminhos da Arte:: Fotografia – Edição Daniel Kfouri tem a realização de:
Patrocínio: Viação Cometa
Concepção e Produção: Aymberê Produções Artísticas
Direção de Produção: Patricia Souza Ceschi
Produção executiva: Ivan Medeiros Masocatto
Obras: Daniel Kfouri
Curadoria: André Spínola e Castro, Daniel Kfouri, Patricia Marchesoni Quilici, Patricia Souza Ceschi e Ricardo Rios
Incentivo Fiscal: Proac ICMS
Apoio: Instituto JCA, Cometa Social e Rever
Realização: Governo do Estado de São Paulo, Secretaria da Cultura
 
Copyright © 2014 Alem do Olhar - Fotografia. - Powered by Blogger - Traduzido Por: - Templates Para Blogspot
Design by FBTemplates | BTT