17 abril 2015

Maio é o mês da fotografia no MIS.


O Maio Fotografia no MIS chega a sua quarta edição e ocupa todos os espaços do Museu, com  exposições,  mostras, instalação, encontros, debates e exibição de filmes.


O Maio Fotografia no MIS chega a sua quarta edição e ocupa, pelo quarto ano consecutivo, todos os espaços do Museu, com uma programação que engloba quatro exposições principais, além de duas mostras, uma instalação, encontros, debates e exibição de filmes.

Se a linguagem fotográfica está cada vez mais aberta a novos olhares, a partir dos mais variados tipos de dispositivos − que vão de câmeras profissionais com lentes especiais a celulares com suas imagens em baixa resolução −, e percorre temas igualmente diversificados, é bastante apropriado que este mês voltado a sua exibição, discussão e reflexão abra ao público um leque de possibilidades de fruição. Essa é a ideia que permeia a curadoria geral da edição de 2015.

Nesta edição, o projeto apresenta as exposições: O mundo revelado de Vivian Maier, com curadoria de Anne Morin; Lambe-lambe: os fotógrafos de rua na São Paulo dos anos 70, elaborada a partir do acervo do MIS, com curadoria de Isabella Lenzi, e que celebra os 45 anos da criação do museu; Perto do rio tenho sete anos, do fotógrafo baiano André Gardenberg e com curadoria de Diógenes Moura e Rastros 1 (Traces1) do holandês brasileiro radicado em Paris Roberto Frankenberg.

Fruto de uma parceria do MIS com a FCB Brasil, A propaganda no tempo de Vivian Maier reúne cerca de sessenta anúncios e filmes comerciais de mais de vinte agências globais e locais em uma instalação interativa criada especialmente para o Espaço Redondo do Museu. Abrindo-se para a fotografia produzida por meio do celular, o movimento mObgraphia, criado em 2013, mostra o resultado do Festival e Prêmio mObgraphia 2015, além de uma mostra paralela com oito ensaios selecionados através de uma convocatória com o tema “A emoção das ruas”, expondo o olhar feminino no universo do cotidiano contemporâneo, e uma mostra com fotos de José Diniz. Igor Garbin, fotógrafo selecionado pelo Nova Fotografia 2015 ‒ programa que cria espaço para novos artistas ‒, apresenta uma São Paulo a partir de ângulos inusitados na série de vinte imagens intitulada Formas urbanas.

Complementa a programação o IV Encontro Pensamento e Reflexão na Fotografia, que visa estreitar os distintos campos de atuação do fazer fotográfico e promover cada vez mais o entendimento sobre a fotografia inserida em debates de conteúdo informativo e reflexivo. O evento acontece entre os dias 28 e 31 de maio, com uma programação composta por sessões de discussão, entrevistas e relatos autorais, além de workshops e apresentações de artigos inscritos por meio de convocatória.

Sobre o projeto
Criado em 2012, sob a gestão de André Sturm, o projeto Maio Fotografia no MIS dedica o mês de maio à fotografia, com todos os espaços do Museu tomados por exposições, seminários e oficinas. Em suas três edições figuraram importantes artistas, nacionais e internacionais como André Kertész, Andy Warhol, Claudio Edinger, Willy Ronnis, Carlos Eber, Gregory Crewdson, Josef Koudelka e Valdir Cruz.


exposição / fotografia / grupo de estudos
Museu da Imagem e do Som de São Paulo - MIS 
Avenida Europa, 158, Jardim Europa, São Paulo - SP, Brasil.
de 21 de abril a 14 de junho de 2015
terças a sábado, das 12h às 21h; domingos e feriados, das 11h às 20h
Exposições | R$ 6 e R$ 3 (meia)
Às terças o ingresso para as exposições é gratuito




Postar um comentário

 
Copyright © 2014 Alem do Olhar - Fotografia. - Powered by Blogger - Traduzido Por: - Templates Para Blogspot