22 outubro 2012

Fotografias de Man Ray vão a leilão.




Pertencente ao italiano Camillo d’Afflitto, uma das principais coleções de imagens do artista dadaísta será leiloada na Espanha.



Uma das coleções privadas de fotografia de Man Ray mais completas do mundo será desfeita. Durante 30 anos, o italiano Camillo d’Afflitto adquiriu, uma após a outra, as imagens que dão a conhecer os múltiplos interesses do artista dadaísta e surrealista convertido em um dos melhores fotógrafos do século 20: retratos, objetos, fetiches, arquitetura e natureza morta. Algumas foram publicadas em revistas de moda, mas também há imagens de objetos de arte não-ocidentais, todas realizadas entre 1920 e 70. A casa Soler y Llach, de Barcelona, organiza para o dia 30 de outubro o leilão Man Ray – Coleção Camillo d’Afflitto – Nova York, na que é considerado a maior venda do fotógrafo realizada desde 1995.

Man Ray trabalhava seus contatos com cuidado. As imagens reunidas por Afflitto precedem essa fase mais experiente, mostrando um artista de viés mais puro. Assim pensa a crítica de arte Pilar Parcerisas, que durante anos foi a organizadora e divulgadora da coleção. Segundo ela, o material é fundamental por abarcar todos os temas da obra fotográfica de Ray: os retratos dos surrealistas como Erik Satie, Tristan Tzara, Paul e Nusch Éluard ou Juan Gris; os objetos manipulados que ele chamou de “objetos de minha afeição”; a beleza mestiça de sua amante Ady Fidelin, as naturezas mortas.

Autorretrato de Man Ray

Fonte: El pais. Por José Ángel Montañés.


Postar um comentário

 
Copyright © 2014 Alem do Olhar - Fotografia. - Powered by Blogger - Traduzido Por: - Templates Para Blogspot