11 julho 2011

Fujifilm de olho no mercado brasileiro.

Gerente nacional de vendas e marketing da FUJIFILM, Sergio Takayama, fala dos planos e expectavas da empresa para o mercado brasileiro.

Com novidades para o mercado de captura de imagens, a FUJIFILM aposta em câmeras que facilitam o envio de fotos ou filmes para os sites de relacionamentos, tais como: Facebook e Youtube. Para o gerente nacional de vendas e marketing da FUJIFILM, Sergio Takayama, "o mercado de impressão de photobook amador e profissional continuará sendo a chave para o desenvolvimento das vendas para o varejo. Com a possibilidade de se produzir photobooks amadores em minutos e com preços realmente interessantes, existe grande chance do consumidor voltar a imprimir suas imagens em papel fotográfico” destacou Takayama em entrevista exclusiva para a assessoria de imprensa da 19ª PHOTOIMAGE BRAZIL

Qual a importância de participar do maior evento de foto e imagem da América Latina?
Sergio Takayama (ST): Tradicionalmente participamos do evento pela grandiosidade e pela importância, pois recebemos todos os clientes que compõem o mercado de imagem. Ótimo evento para lançamento de produtos e, por ser realizado praticamente no inicio do segundo semestre do ano
(período de negócios normalmente superior ao primeiro semestre), a oportunidade de desenvolvimento de novas parcerias e manutenção das já existentes é evidente. Outro ponto é que o período em que a feira acontece coincide com a época de lançamento mundial dos modelos FUJIFILM do segundo semestre.

Quais são as expectativas da FUJIFILM em relação a feira?
ST: Historicamente a Fujifilm participa deste evento não só para exibir novos produtos, mas e também como base para concretizar negócios . A expectativa é sempre grande!


Quais serão as novidades e lançamentos para este ano? O que o comprador pode esperar ?
ST: Lançaremos novos modelos de câmeras digitais, focando principalmente o mercado high-end, com produtos de altíssima qualidade e inovações tecnológicas, como nossa Câmera X100, HS 20 e S3300 que são direcionadas a um público amador avançado e profissional. Daremos continuidade à estratégia de suprir o mercado de impressão em grandes formatos com plotters Motoh, mídias para fine art e sinalização e tintas eco solventes SSIS. A qualidade em imagem está no DNA da FujiFIlm, assim sabemos como prover estes profissionais.É um mercado em crescimento constante, com todas as soluções de impressão e consumíveis que o mercado de imagem necessita.

Com os avanços de redes sociais, como o Twitter e o Facebook, os consumidores aceleraram a busca por tecnologias que permitam este tipo de interação. A Fuji tem alguma novidade para este público?
ST: Sim, principalmente em nossas Câmeras Digitais voltadas ao público jovem. Nossos modelos já possuem recursos que facilitam o envio de fotos ou filmes para sites de relacionamento, tais como: Facebook e Youtube.  

Como a empresa avalia hoje o mercado brasileiro?  Quais são as expectativas para 2011?
ST: O mercado brasileiro está sendo focado por todas as indústrias multinacionais por seu grande potencial de crescimento.Para nós da FujiFilm não é diferente. Hoje a FujiFilm , além de atuar no mercado fotográfico de captura e impressão de imagens, também atua nos mercados de Sign, Gráfico e no de Diagnósticos Médicos por imagem. Nossa companhia tem metas e objetivos claros em relação ao continente latino americano e neste sentido nossas estratégias estão voltadas para que possamos expandir nossos negócios como também de fixar o conceito de uma grande marca fornecedora de produtos de imagem.

Na sua opinião, como a realização de grandes eventos esportivos, como a Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016 pode contribuir para a ampliação do setor?
ST: Somos um país tropical, com um povo simpático e amistoso. Um típico país que transmite alegria. Com eventos esportivos teremos a oportunidade de receber várias comunidades internacionais; a captura e ampliação de imagens será a uma eterna recordação na mente de  todos os que vivenciarem estes eventos. Nosso mercado tem que estar muito bem preparado para atender a alta demanda que iremos ter. Todos comentam que o Brasil deve se dedicar em ampliar a infraestrutura para podermos receber bem os visitantes e, isto também será válido para o nosso mercado, pois as possibilidades de negócios a serem gerados por estes eventos são enormes.

Quais são as principais tendências no setor de foto e imagem?
ST: No mercado de captura de imagens, ou seja, de câmeras digitais, a tendência é o inicio de reposição para 2ª ou 3ª câmera digital, ou seja, o consumidor já em condições de adquirir câmeras digitais com mais recursos tecnológicos e, para isto, o varejo tem que estar preparado para atender tais anseios e oportunidades. No mercado de impressão, acredito que o photobook amador e profissional continuará sendo a chave do desenvolvimento do varejo. Com a possibilidade de se produzir photobooks amadores em minutos e com preços realmente interessantes, existe grande chance do consumidor voltar a imprimir suas imagens em papel fotográfico.

PHOTOIMAGEBRAZIL / BCEE 
Data: de 16 a 18 de Agosto de 2011
Horário: 14h às 21h
Local: Expo Center Norte - Rua José Bernardo Pinto, 333 - Vila Guilherme - SP
OBS.: Proibida a entrada de menores de 16 anos. Feira exclusiva para profissionais do setor


Postar um comentário

 
Copyright © 2014 Alem do Olhar - Fotografia. - Powered by Blogger - Traduzido Por: - Templates Para Blogspot