02 dezembro 2010

A fotografia de nú em pauta.

Dois fatos recentes vêm chamando a atenção sobre a fotografia de nu, a foto premiada do fotografo grego Panayiotis Lamprou, e a nova capa da revista Playboy brasileira.

A fotografia de nu é uma forma de expressão que sempre fascinou fotógrafos e publico, mas que está sempre entre barreiras muito tênues, que em vários momentos se confundem e se misturam, entre sensualidade, arte, erotismo e pornografia.

Em outros momentos da historia, onde o moralismo prevalecia, estas barreiras eram impostas de uma maneira mais regrada, assim as imagens eram rapidamente separadas e rotuladas de acordo com a visão moral da sociedade. Hoje estas barreiras se misturam, e chega a ser impressionaste que ainda hajam tabus com relação ao tema.


Muitas vezes o titulo nu artístico é agregado a algumas imagens de mera exposição do corpo, buscando elevar seu status; em outras o contrario também ocorre, quando se deprecia a modelo ou o fotógrafo por uma imagem considerada mais ousado ou contestadora.


Vejo que as duas imagens vem sendo criticadas, de uma forma geral, uma por mostrar muito e outra por mostrar pouco.


Seria um momento para repensarmos este estilo fotográfico?Os fotógrafos tem a liberdade de se expressar como querem, ou estão presos aos estigmas criados no imaginário do publico sobre como são imagens de nu artístico, ou como deveria ser uma capa de Playboy?

Ao meu ver, hoje em dia há espaço para todos os tipos de imagem de nu, cada tipo atingindo um publico especifico e preparado para ler estas imagens com suas diferenças; e os que ficam nestas discussões parecem não ter um repertório de referências suficiente para avaliar cada imagem dentro de seu contexto; querem apenas ver aquilo a que já estão acostumados.


As imagens em questão:


Capa da Playboy Brasileira, por Greg Lotus.

Uma foto interna da Revista Playboy, Greg Lotus.



A foto premiada do Grego Panayiotis Lamprou, Portrait of my British wife.


Referencias de fotógrafos do tema Nu:









Minha humilde comtribuição ao tema:

Márcio Neves, 2000.










  • Você pode ver neste link todas as capas da Playboy Brasil.



2 comentários :

  1. Como artista para mim desenhar o nu foi tarefa de estudo durante o meu curso de Belas Artes. Ainda hoje desenho nu com frequência e considero o corpo humano a melhor obra de Deus.Espero que o preconceito não o impeça de fazer uma boa foto de um nu.

    ResponderExcluir
  2. É claro que existe uma grande diferença entre fotos que visam o nu artístico e as que visam à pornografia – são muito fáceis de ser distinguidas. Acredito que as polêmicas que existem em torno do tema estão muito mais ligadas à cultura de cada povo que a foto em sim. O que pode parecer belo e artístico para um brasileiro pode soar como ofensivo para um oriental, por exemplo. Parabéns pela iniciativa em abordar o tema. O blog é muito bom.

    ResponderExcluir

 
Copyright © 2014 Alem do Olhar - Fotografia. - Powered by Blogger - Traduzido Por: - Templates Para Blogspot